terça-feira, 6 de julho de 2010

Ser ou não ser, eis a questão ! vivendo e filosofando ....

Há um assunto polêmico, do qual eu até tentei evitar abordar aqui no blog para não causar controvérsias.
Mais é uma coisa que me vem a tona com muita frequência e ao longo do texto saberão o porque.
O assunto religião é algo que como os elefantes "incomoda muita gente", trocadilhos a parte ... é um assunto que sempre dá em debate.
Eu, sendo uma pessoa que não teve educação religiosa, apesar da minha mãe ser cristã e ter frequentado igreja evangélica um tempo e da minha avó ter sido uma católica fervorosa daquelas que adorava o papa e sabia a missa inteira em latím !; eu nunca fui influenciada nem muito menos obrigada a "aprender" uma religião.
Também pelo meu pais(Uruguai) ser um pais laico, onde é proibida qualquer manifestação religiosa em lugares como escolas, bancos, prefeitura, camara de senadores, etc, não por ser um pais contra a religião, muito pelo contrario, por ser um pais laico e a favor do respeito, pra que ninguem seja ofendido com a filosofia de vida dos outros, pra que não seja invadido o espaço de ninguem.
Então dessa forma nunca tive digamos que "mexer" com religião, eu só ficava assistindo de longe sem me meter, sem desrespeitar, sem opinar nem nada, era simplesmente um assunto alheio.
Pra terem uma idéia, eu só fui abrir uma biblia quando tinha 14 anos, por influência de um professor e consagrado jornalista uruguaio por sinal, que quando questionado sobre qual o livro mais fascinante que ele ja tinha lido ele respondeu: a bilbia. Até então eu achava que biblia era coisa reservada somente pra religiosos, como eu não era, então não tinha que ler tal livro. Foi através desse professor que eu tive curiosidade de ler a biblia, ele também não era religioso, se autodefinia como "cético" e era um cara muito inteligente, que todo mundo da sala queria copiar pra ficar "fodão" que nem ele hehehe.
Quando abri a biblia percebi que não era um livro igual os outros, não pelas escrituras que ainda não tinha nem lido, mais pelo jeito que foi escrita. Aquele monte de números e textos em colunas me confundiu, eu finalmente iria ler a tal da biblia e não consegui ler porque não entendi nada kkkk, então ressolvi entrar num estudo biblico, pra poder aprender a ler a biblia. Foi aí que aprendi o que era capitulo, o que era versículo, etc etc e tal ...
Li a biblia inteirinha, até decorei muita coisa que se eu quisesse podia até virar pastora oO hehehehe
Bem, antes que vocês pensem que este post é um testemunho de uma convertida evangélica, vou falar aonde eu quero chegar.
O assunto religião me vem a tona, pois de uns tempos pra cá, precisamente quando me mudei pra São Paulo, eu venho presenciado algumas coisas que me deixam triste e descepcionada.
Eu que nunca tive como ja falei que "mexer" com religião, como boa uruguaia me mantive laica sem defender ou ofender ninguem, tive que me infiltrar no assunto, debater, formar opiniões, pensar, pensar, e pensar sobre o assunto.
Eu convivo com pessoas não religiosas, precisamente ateus e por outro lado espíritas, não vou citar nomes é claro.
Eu, não sei me definir, nunca tive necesidade disso, prefiro o termo "livre pensadora" ou "livre observadora", nunca tive religião mais também não luto contra elas nem contra os religiosos, eu só quero que haja respeito entre todas as pessoas pois ninguem é melhor do que ninguem, e moral não se define pela religião e sim pela educação da pessoa, pelos seus atos !
Bem, o que me deixa triste, é que eu tive que presenciar momentos ruins pelo assunto religião. Quando uma vez aqui fui conversar com uma pessoa religiosa do meu entorno e ela me questionou sobre religião, ela ficou horrorizada em saber que eu não tinha religião, ficou alterada e chegou a dizer que a minha mãe não me deu educação. Em outro episódio, quando estavamos num ônibus e eu comecei a passar mal, talvez pelo calor, a pressão tenha caído e tal, um mal estar típico, a pessoa me disse que isso era "carga" quer queira quer não isso era carga !!! ai eu pensei comigo, a pessoa não respeitou em momento algum a minha opinião, o meu espaço, ela é espirita, mais eu não sou ! eu lá sou obrigada a acreditar em carga ? e ter que ouvir que a minha mãe não me deu educação só porque eu não tenho religião ? sendo que em nenhum momento eu desrespeitei essa pessoa para que ela pensasse isso de mim, eu não fiz nada, na ocasião que ela me disse isso eu estava defendendo o filho dela que é ateu do qual ela estava falando mal sem motivo algúm, estava ofendendo somente pelo fato dele ser ateu, ele não tinha desrespeitado a opinião dela nem a religião dela nem nada, pelo contrario, é uma pessoa maravilhosa, e ela estava possessa com ele só por ele ser ateu, aliás nem por ele ser ateu, mais por ele não seguir a mesma religião dela.

Agora eu quero perguntar: aonde vamos parar ? se mesmo as pessoas que se dizem "de deus" tem esse tipo de atitude ?
Eu sou tão ignorante quanto todo mundo, eu não tenho a resposta pra dizer o que é deus, se ele existe ou não, o que é religião, se ela é boa ou não, ou qual é a melhor religião. Mais eu tenho uma idéia do que isso significa ou o que deveria significar.
Porque ninguem vai entrar numa religião pra se tornar um pessoa má, a ideia é de se tornar uma pessoa melhor.
E o significado que as pessoas tem de deus, é de amor, respeito, compaixão, tolerância, pelo menos é isso que vemos pregar por aí.

Aonde estão os nossos valores morais ?, isso mesmo valores morais ! aquilo que a gente aprende desde criança com os nossos pais, e não interessa se você é evangélico, católico, espírita, judeu, muçulmano, agnóstico, ateu, todos nos sabemos o que é certo e o que é errado na convivencia em sociedade, sabemos que devemos respeitar, devemos tolerar, devemos conviver bem com o próximo. Como queremos mudar o mundo ? como queremos um mundo melhor, nos tornar pessoas melhores, se não sabemos nos respeitar ? não sabemos nos amar, não sabemos ter simpatia um com o outro, nos alteramos com a pessoa do lado, as vezes sem a pessoa não ter nos feito nada de mal !
Eu repudio a pessoa que não tem respeito com pessoas de outras religiões ou de outras filosofias, respeitar não é concordar, é apenas se tocar de que vivemos em sociedade e há espaço para todos, e se não nos respeitarmos as coisas não funcionan bem. Vamos parar de perder tempo discutindo idéias adversas e nos unir como seres humanos, afinal quem caminha para o bem da humanidade é que está fazendo a coisa certa por todos nós, não importa o credo.

Peço desculpas se ofendi alguem com o texto.

1 comentários:

Jac Bagis disse...

De maneira alguma vc poderia ofender ou ferir alguém com seu texto muito bem escrito! Há pessoas que não respeitam o que as outras pessoas acreditam, se certas ou não. Eu praticamente nasci dentro de uma igreja e acredito sim piamente em tudo o q está na Bíblia, acredito em Deus, em Jesus que morreu por toda a humanidade e respeito as pessoas com as religiões e é claro q neste caminho a gente sempre acaba esbarrando em alguém q qr a todo custo q se acredite q a religião dele é a verdadeira.

Esquecem q a função de religião é religar a Deus e não afasta-las mais ainda!

amei o teu post!!!!

bjs

Postar um comentário